Mais de 50 feridos em novo sismo na província iraniana de Kermanshah

Província já tinha sido atingida pelo sismo de novembro passado

Mais de 50 pessoas ficaram feridas na sequência de um sismo de magnitude 5,1 na província de Kermanshah, no Irão, que já tinha sido devastada em novembro por um terramoto de magnitude 7,3, anunciaram hoje as autoridades locais.

Segundo o diretor de gestão de crises de Kermanshah, Reza Mahmudian, citado pela agência oficial iraniana Irna, o sismo fez 51 feridos, a maioria (42) na cidade de Sarpul Zahab, onde morreram 559 pessoas em novembro passado, e nove em Gilan Gharb.

As equipas de emergência do Crescente Vermelho deslocaram-se para o local, no oeste do Irão, onde alguns edifícios, que tinham ficado danificados durante o último sismo, foram destruídos, adiantou Reza Mahmudian, citado pela agência oficial IRNA.

Segundo o Centro Sismológico do Irão, o sismo ocorreu no sábado, às 06:55 locais (15:25 em Lisboa), a uma profundidade de oito quilómetros.

O epicentro localizou-se a sete quilómetros de Sarpul Zahab e afetou várias cidades como Ghasr Shirin e Islamabad Gharb, além de Gilan Gharb.

O sismo ocorrido em novembro passado, de 7,3 na escala de Richter, causou 620 mortes e mais de 12 mil feridos, bem como uma grande destruição em Kermanshah.

Desde então, foram sentidos mais de 1.600 tremores na região, incluindo terremotos e réplicas, mostrando a grande atividade sísmica no Irão, refere a agência de notícias espanhola Efe.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG