Mais de 200 portugueses partiram de Timor-Leste em voo de repatriamento

Portugueses devem chegar a Lisboa ao final de sábado num voo organizado pelo Governo português.

Um Boeing 767 da euroAtlantic partiu hoje de Díli pelas 9:00 (01:00 em Lisboa) com 207 portugueses e outros quatro europeus, num voo de repatriamento de Timor-Leste para Portugal, na sequência da pandemia da covid-19, constatou a Lusa no local.

Os 211 passageiros a bordo decidiram viajar para Lisboa, num voo organizado pelo Governo português. O avião, que vai fazer paragens técnicas na Tailândia e na Geórgia, é esperado ao final do dia hoje no aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa.

Os passageiros são, na sua maioria, professores portugueses destacados em Timor-Leste e que regressam a Portugal devido à interrupção letiva decretada no âmbito do estado de emergência que vigora em Timor-Leste há uma semana, na sequência da pandemia do novo coronavírus.

A viagem é comandada pelo piloto Mário Alvim, que aterrou pela terceira vez em Díli, depois de ter feito o transporte de militares portugueses em 2008 e 2012.

Em Timor-Leste ficam ainda, segundo as estimativas da Embaixada de Portugal, cerca de 750 portugueses.

Apenas um caso confirmado em Timor-Leste

Mais de 1 100 pessoas estão atualmente em quarentena em Timor-Leste em casa ou em centros criados para esse efeito pelo Governo timorense, não se tendo registado no país qualquer novo caso suspeito nas últimas 24 horas, informaram as autoridades.

Segundo o novo balanço, divulgado hoje pelo porta-voz do Centro Integrado de Gestão de Crise, Rui Araújo, Timor-Leste continua com apenas um caso confirmado, com um total de 33 testes com resultado negativo e oito suspeitos ainda à espera de resultados do teste.

No que se refere à quarentena, Rui Araújo disse que 336 pessoas já completaram o período de 14 dias e que as autoridades de saúde continuam a acompanhar tanto as pessoas que chegam a Timor-Leste como as pessoas ainda em quarentena.

"Queremos destacar que nas últimas 24 horas não houve qualquer novo caso suspeito e que mantemos um único caso confirmado", destacou, no dia em que se cumpre uma semana do estado de emergência declarado por um período de um mês.

Rui Araújo reiterou as recomendações das autoridades de saúde para que se mantenham "em confinamento voluntário, para que evitem sair de casa exceto em casos necessários, mantenham distanciamento e usem máscaras", intensificando a higiene pessoal. "Apelamos a toda a população para que se mantenha calma, o nosso trabalho está orientado para que a covid-19 não aumente em Timor-Leste", disse.

O porta-voz relembrou que o vírus pode, em muitos casos, ser transmitido "por pessoas que não têm qualquer sintoma" e que, por isso, se devem manter as medidas preventivas. "Mantenham a confiança no Governo e no centro de crise para conduzir o processo de prevenção e mitigação da pandemia da covid-19 em Timor-Leste", disse ainda.

Acompanhe aqui toda a informação sobre a pandemia de covid-19.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG