Mais de 100 pessoas enterradas em vala comum a oeste de Mossul

Cadáveres serão de pessoas que tentavam fugir do Estado Islâmico

As forças de segurança iraquianas revelaram hoje à agência espanhola EFE terem descoberto uma vala comum, no lado oeste da cidade de Mossul, com mais de 100 pessoas enterradas.

Segundo o responsável do governo provincial de Nínive, Zahed al Jatuni, os cadáveres são de pessoas que morreram na sequência de explosões de minas.

As pessoas morreram quando "tentavam fugir de bairros situados no lado ocidental da cidade iraquiana de Mossul" e que estavam sob o controlo do grupo jihadista Estado Islâmico), salientou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG