Mãe ordena violação e assassinato da filha de 10 anos

Michelle Martens é acusada da morte da filha juntamente com a sua prima e Fabian Gonzales, o homem que contratou na internet para violar a filha

Michelle Martens, a mãe de uma menina de 10 anos assassinada em agosto nos Estados Unidos, admitiu ter pedido a vários homens, com quem tinha contactos na internet e no trabalho que violassem a sua filha, revelou a imprensa norte-americana esta quarta-feira.

A pequena Victoria Martens foi drogada e abusada sexualmente antes de ser esfaqueada, estrangulada e por fim desmembrada, afirmaram as autoridades.

O corpo desmembrado da menina foi encontrado no mês passado na sua casa em Albuquerque, no estado do Novo México por agentes da autoridade que responderam a um telefonema que reportava o sucedido.

Martens mantinha contacto com pelo menos 3 homens, avançou a imprensa. Um deles ela terá conhecido online, Fabian Gonzales, que juntamente com Martens e a sua prima Jessica Kelley praticaram um dos crimes mais horríveis da história de Albuquerque, avançou o jornal da região.

Michelle Martens disse às autoridades que não o fez por dinheiro mas sim porque terá "gostado de ver" o assassinato da filha.

Michelle explicou às autoridades que a menina foi injetada com metanfetaminas e disse que apenas se limitou a olhar enquanto Kelley segurava Victoria para se acalmar e Gonzales a violava e estrangulava. De seguida, Kelley esfaqueou a menina e juntamente com Gonzales desmembraram o corpo e atearam-lhe fogo na banheira.

O chefe da Policia de Albuquerque, Gorden Eden Jr. afirmou que "este homicídio é o mais horrível que já vi na minha carreira. Assistimos ao total desrespeito pela vida humana e à traição de uma mãe."
Os três suspeitos são acusados de sequestro, abuso de crianças que resultou em morte, adulteração de provas e conspiração. Kelley e Gonzales são ainda acusados de penetração sexual criminosa de uma menor.

As autoridades estão a investigar se Michelle filmou ou fotografou os abusos sexuais. Foram apreendidos uma câmara de vídeo, 5 smartphones, uma pen, um iPod e um tablet, entre outros aparelhos tecnológicos.

Exclusivos

Premium

Liderança

Jill Ader: "As mulheres são mais propensas a minimizarem-se"

Jill Ader é a nova chairwoman da Egon Zehnder, a primeira mulher no cargo e a única numa grande empresa de busca de talentos e recursos. Tem, por isso, um ponto de vista extraordinário sobre o mundo - líderes, negócios, política e mulheres. Esteve em Portugal para um evento da companhia. E mostrou-o.