Lula inspira-se em Dom Pedro IV para criar o "dia do eu volto"

Em carta enviada ao líder do Sindicato dos Metalúrgicos, antigo presidente adapta "dia do fico" do rei português e imperador brasileiro, em 9 de Janeiro de 1822

O antigo presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso na Operação Lava-Jato, enviou ontem uma carta da prisão em Curitiba para o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, na grande São Paulo, a dizer que vai instituir o dia do "eu volto".

Uma alusão a 9 de Janeiro de 1822, dia histórico para o país sul-americano, por o então rei português Dom Pedro IV, que ficaria conhecido no Brasil como imperador Dom Pedro I, ter respondido "eu fico" às solicitações da coroa portuguesa para que voltasse a Lisboa.

"O imperador Dom Pedro I criou o "dia do fico" e eu vou criar o "dia do volto" para junto com o povo fazer o Brasil feliz outra vez" escreveu Lula a Wagner Santana, conhecido como Wagnão e líder do sindicato a que o próprio antigo chefe de estado presidiu nos anos 80.

"O imperador Dom Pedro I criou o "dia do fico" e eu vou criar o "dia do volto" para junto com o povo fazer o Brasil feliz outra vez"

"Diga bem alto para todo o mundo que sou candidato porque tenho certeza que vou recuperar o Brasil, recuperar empregos, salários, escolas, saúde, autoestima, dignidade e a soberania do nosso povo".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG