Lula da Silva, "ministro da esperança", toma posse na terça-feira

O presidente do PT, Rui Falcão, referiu-se ao ex-presidente como "o ministro da esperança"

O presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Rui Falcão, disse hoje que Lula da Silva, "o ministro da esperança", tomará posse como ministro da Casa Civil na próxima terça-feira. "Terça-feira será a posse do ministro da esperança", informou Rui Falcão, na sua conta na rede social Twitter.

Ao anunciar a ida de Lula da Silva para a Casa Civil, mesmo antes do anúncio oficial, o líder do PT na Câmara dos Deputados, Afonso Florence, considerou que o ex-presidente vai dar força ao governo. O deputado, citado pela Agência Brasil, disse que Lula da Silva aceitou o cargo com o "objetivo político e de gestão de contribuir com o Brasil para a saída da crise política e económica". "Ele veio na hora certa que o Brasil precisa (...) É o Presidente mais bem-sucedido da história do país, com a melhor aprovação, de 87%", destacou.

Florence também rebateu as acusações de que, dentro do Governo, Lula da Silva teria o poder de interferir nas investigações da Operação Lava Jato, que investiga um esquema de corrupção em várias empresas, incluindo a petrolífera Petrobras.

Ao entrar para o Governo, o ex-Presidente passa a ter direito a foro privilegiado, podendo apenas ser investigado pelo Supremo Tribunal Federal. "O foro privilegiado nunca foi, nem será motivo de obstaculização de investigações. Nós não temos nenhuma incidência no curso das investigações, nem pretendemos ter, ao ter o presidente Lula como ministro", sublinhou.

O político ressaltou que tanto a atual Presidente com o seu antecessor são reconhecidos por terem valorizado e dado autonomia aos órgãos de controlo, como a Procuradoria-Geral da República. A escolha do ex-chefe de Estado para um dos mais altos cargos no país é também vista como uma manobra política, numa altura em que a Presidente Dilma Rousseff arrisca um processo de impugnação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG