Líbia: 121 mortos e quase 600 feridos nos combates perto de Tripoli

Ofensiva do marechal Khalifa Haftar começou a 4 de abril. Números de vítimas são da Organização Mundial de Saúde.

Pelo menos 121 pessoas morreram e 561 ficaram feridas desde o início, a 4 de abril, da ofensiva do marechal Khalifa Haftar contra a capital líbia, Tripoli, segundo os número da Organização Mundial de Saúde (OMS).

O balanço foi feito pela organização no Twitter, indicando que está a enviar suprimentos médicos, assim como equipas de saúde para apoiar os socorristas de primeira e segunda linha.

A OMS indicou que duas ambulâncias ficaram danificadas no sábado, durante os combates em Tripoli, sendo que desde o início dos combates já são oito veículos danificados.

Já segundo o Gabinete de Coordenação dos Assuntos Humanitários da ONU, pelo menos 13 500 pessoas tiveram que deixar as suas casas por causa dos combates, incluindo 900 que estão em centros de acolhimento.

Desde 4 de abril que a sul de Tripoli há combates violentos entre as forças do Governo de União Nacional, reconhecido pela comunidade internacional, e os homens do marechal Haftar, do Exército Nacional Líbio que controla o leste da Líbia. Além dos combates no solo, há raides aéreos diários e ambas as partes acusam-se mutuamente de atacar civis.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG