"Não me deixes morrer". Jovem violada e raptada salva pelo GPS

Estudante de 21 anos conseguiu enviar a sua localização ao namorado, ludibriando o raptor

Jaila Gladden, uma jovem estudante de 21 anos, conseguiu escapar do seu raptor e violador ao usar o GPS do seu smartphone.

Em setembro de 2017, Jaila Gladden deixou o seu apartamento em Carrollton, Geórgia, perto de Atlanta, nos EUA, por volta das 11h30 da noite, para ir comprar alguns remédios e chá a um supermercado local.

Quando estava de regresso ao seu carro no estacionamento da loja, a jovem contou que um homem lhe pediu um isqueiro, mas ela não tinha e foi isso mesmo que lhe disse.

Esse homem era Timothy Wilson, de 28 anos, que ameaçando a estudante com uma arma branca a fez entrar no carro e assumiu a condução do automóvel, levando-a até a uma igreja abandonada. Nesse local, Wilson violou Jaila Gladden.

Após o ataque, Wilson pretendia assaltar uma bomba de gasolina no estado do Michigan, que fica a uma distância de mais mil quilómetros de Atlanta, e perguntou à jovem, que acabara de violar, as direções.

Assustada e com medo de ser assassinada, Jaila pensou rapidamente e lembrou-se de pedir o seu smartphone ao raptor, alegando que só o poderia apoiar com indicações se pudesse aceder aos mapas do telefone.

Timothy Wilson deu o smartphone à rapariga que conseguiu enviar uma sms ao namorado, Tamir Bryant, com a localização indicada pelo GPS do aparelho.

"Era a coisa mais lógica a fazer", disse Jaila Gladden ao site Buzz Feed, que conta a história.

O rapaz estava a dormir quando recebeu a mensagem e estranhou a localização da namorada, mas agiu rapidamente quando esta lhe disse que tinha sido raptada, através de mensagens curtas que ia enviando enquanto, perante o raptor, fingia estar à procura de indicações para a bomba de gasolina.

Mais tarde, Wilson retirou o telemóvel de Jaila e forçou-a a entrar na bagageira, para depois tentar realizar o assalto, mas não foi bem-sucedido.

Depois de ter convencido o raptor e violador a entregar-lhe de novo o telemóvel, a jovem voltou a contactar o namorado, que entretanto já fornecera à polícia o modelo e matrícula do carro da namorada.

"Não me deixes morrer", tinha sido a última mensagem enviada pela estudante ao namorado.

Quando a polícia descobriu o carro e mandou parar Timothy Wilson, este entrou em pânico e embateu com o automóvel contra uma cerca. Foi nessa altura que a jovem conseguiu fugir. O raptor haveria também de o conseguir fazer, mas foi detido dez horas depois.

Bryant acredita que foi o facto da namorada ter partilhado a sua localização que permitiu que a polícia a encontrasse.

"Ela fez tudo sozinha: conseguiu ser mais esperta do que ele", disse Bryant.

Um porta-voz da polícia de Carrollton, citado pelo Buzz Feed, também afirmou que se deveria "tirar lições" da forma como a estudante conseguiu salvar-se, salientando a importância de ter a deteção de localização ativada no telemóvel.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG