Jovem sobreviveu cinco dias no deserto

"Road trip" de Amber VanKecke acabou com uma equipa de resgate

Uma jovem americana passou cinco dias no deserto do Grand Canyon dentro do seu carro sem combustível e rede no telemóvel. Amber VanKecke, 24 anos, recorreu à sua experiência como escuteira para desenhar a palavra "Help" (Ajuda) com pedras, o que acabou por ser avistado por uma equipa de salvamento do estado do Arizona.

"Eu planeei o itinerário, coloquei-o no Facebook e levei alguns alimentos e água", disse Vanhecke sobre a viagem de primavera que ela planeava desde janeiro. Partiu de Denton e passou um dia em Carlsbad, no Novo México, antes de conduzir o resto da noite para o Grand Canyon.

Durante a viagem, seguiu as indicações do GPS, mas acabou por entrar numa estrada de terra, rodeada de pedras e catos, tendo ficado sem combustível.

No segundo dia encalhada no deserto, a jovem fez um sinal SOS, bem como um sinal de fogo na esperança de que um helicóptero ou avião pequeno viria em seu socorro.

Depois de 119 horas horríveis no deserto, Vanhecke foi resgatada em 17 de março. Uma equipa de resgate, que sobrevoava a área num helicóptero, viu o carro de Vanhecke junto com um sinal de ajuda gigante que ela fez de rochas.

No carro, a jovem deixou uma nota indicando estar a dirigir-se para leste. O que acabou por ajudar a equipa de resgate. "Ela fez muitas coisas que a ajudaram a sobreviver", disse Jonah Nieves, membro da equipe de Resgate Aéreo do Departamento de Segurança Pública do Arizona. "Essas notas eram pistas e essas pistas nos levaram para onde ela estava.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG