Polícia pensou ter encontrado jovem italiano desaparecido há seis anos. Mas mãe nega que seja ele

A mãe do jovem italiano viajou para Espanha e concluiu que o rapaz encontrado não é Marcello Volpe

A polícia espanhola revelou na sexta-feira ter encontrado, na zona de Madrid, um jovem que estava desaparecido desde 2011. As autoridades pensaram que o jovem encontrado em Torrejón de Ardoz era Marcello Volpe, que tinha 20 anos quando desapareceu, em Palermo, Itália. Mas a visita da mãe de Volpe, que viajou de Itália, trouxe uma reviravolta: Laura Zarcone garante o jovem encontrado não é o filho.

De acordo com o El País, o jovem foi encontrado na passada quinta-feira a "deambular" pelo local, descalço e sem conseguir falar. As autoridades levaram o jovem para a esquadra para o identificarem e prestarem cuidados médicos.

Após tentarem comunicar com o jovem através de gestos, a polícia não conseguiu obter qualquer identificação. Em coordenação com autoridades internacionais a polícia espanhola suspeitou que a pessoa encontrada poderia ser o jovem desaparecido em Palermo, em 2011.

Através da descoberta da fotografia do italiano partilhada pela Interpol, numa base de dados para desaparecidos, foi possível às autoridades espanholas terem acesso aos contactos da família, diz o El Mundo.

Depois disso, contactaram a mãe de Marcello Volpe, enviando-lhe fotografias do jovem. A família partiu imediatamente para Madrid e foi já em Espanha que Laura Zarcone disse que aquele não era o seu filho, segundo declarações prestadas ao El País.

"Atenção, divulgou-se a notícia de que Marcello tinha sido encontrado. Não, não é ele. Fui a Madrid para ver pessoalmente um rapaz muito parecido com ele. Já estive com ele e não é Marcello. Agora estou esgotada e vou para o hotel", escreveu Zarcone no Facebook.

A polícia vai agora fazer testes de ADN.

Notícia atualizada. Modificado título e texto, depois da mãe do jovem italiano se ter deslocado a Espanha e confirmado que o jovem não é Marcello Volpe

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG