Jolie e a política. "Não sei se ainda tenho um esqueleto no armário"

A revelação foi feita esta sexta-feira pela atriz, num programa de rádio da BBC.

Deixou de ser conhecida apenas como uma atriz de Hollywood para ser também o rosto de várias causas humanitárias, tendo sido nomeada até como Enviada Especial das Nações Unidas para os Refugiados. Agora, de acordo com o The Guardian, aos 43 anos, pondera uma nova carreira, desta vez política. Questionada sobre esta hipótese pelo locutor da rádio Today, da BBC, esta sexta-feira, a celebridade não descartou a hipótese de vir a integrar um qualquer plantel político.

"Se me perguntassem há 20 anos, eu teria rido", começou por responder.

"Digo sempre que vou para onde for preciso. Não sei se estou apta para a política. Também costumo dizer que não sei se ainda tenho algum esqueleto no armário. Mas estou aberta a isso", disse a atriz, confessando estar disposta a qualquer desafio que promova a mudança para algo melhor.

Ainda que não descurando a ideia, Angelina Jolie revela que, para já, vai continuar no seu lugar.

"Estou apta para trabalhar numa agência das Nações Unidas, para estar junto de pessoas necessitadas e estou também apta para trabalhar com governos, mas estou numa posição muito interessante neste momento, capaz de fazer muito, sem um título", disse.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG