Já são três Bush. Agora é Jeb que anuncia: "não voto em Trump"

Jeb Bush acusa Trump de não ser um "conservador coerente" e de não ter demonstrado "a força de caráter" necessária para ser Presidente dos Estados Unidos.

O antigo pré-candidato republicano às eleições presidenciais norte-americanasJeb Bush anunciou que não vai votar em Donald Trump, que deverá ser o nomeado do partido.

"Donald Trump não demonstrou ter temperamento ou força de caráter, nem respeito pela Constituição. E não é um conservador coerente. Estas são as razões por que não posso apoiar a sua candidatura. Em novembro não votarei nem nele nem em Hillary Clinton", escreveu.

Segundo Jeb Bush, ser Presidente dos Estados Unidos requer "grande força e humildade, temperamento e caráter forte para lidar com os desafios inesperados que inevitavelmente atingirão a nação nos próximos quatro anos", algo que, a seu entender, Trump não tem.

O antigo pré-candidato, que acabou por abandonar a corrida, criticou também a ex-secretária de Estado Hillary Clinton, que considera uma "progressista em quem não se pode confiar".

"Se for eleita, será um terceiro mandato de desastrosas políticas externas e económicas de Barack Obama", indicou.

Na quarta-feira, o seu pai e ex-presidente George H. W. Bush (1989-1993) e o seu irmão e também ex-presidente George W. Bush (2001-2009) rejeitaram igualmente a hipótese e apoiar Trump.

Exclusivos

Premium

Flamengo-Grémio

Jesus transporta sonho da Champions para a Libertadores

O treinador português sempre disse que tinha o sonho de um dia conquistar a Liga dos Campeões. Tem agora a oportunidade de fazer história levando o Flamengo à final da Taça Libertadores para se poder coroar campeão da América do Sul. O Rio de Janeiro está em ebulição e uma vitória sobre o Grémio irá colocar o Mister no patamar de herói.