ISIS, ISIL, Daesh. O que chamar ao Estado Islâmico

Os membros do grupo terrorista Estado Islâmico ameaçam quem usar o termo Daesh - o favorito de Hollande e Obama

François Hollande, Barack Obama e John Kerry são alguns dos líderes ocidentais que usam o termo Daesh para se referirem à organização terrorista autointitulada Estado Islâmico. Nos meios de comunicação anglófonos, porém, usa-se com mais frequência o termo ISIS, acrónimo das palavras inglesas para Estado Islâmico do Iraque e da Síria. Porquê a diferença de terminologia?

Como a revista Economist explica, o nome chamado ao Estado Islâmico foi mudando com a própria evolução da organização terrorista, e com a forma como foi ganhando território e influência.

Porquê Daesh?

Daesh é uma possível abreviatura árabe do nome Estado Islâmico do Iraque e do Levante, uma das formas como a organização terrorista se autointitulou ao longo da sua existência. Mas a abreviatura não agrada aos membros do grupo extremista, que ameaçam chicotear com a usa. A palavra Daesh é parecida, no som, a palavras árabes que significam "esmagar, esmigalhar ou esfregar", uma conotação considerada ofensiva pelos terroristas, que preferem chamar ao grupo al-Dawla, ou o Estado.

Devido à conotação negativa da palavra Daesh e à popularidade que o termo tem no mundo árabe, líderes ocidentais como Hollande e Obama começaram a usá-lo também. Um ministro francês destacou, na altura da adoção do termo Daesh, que tem a vantagem de não incluir o termo "estado", uma palavra que muitos acreditam não dever ser usada para descrever um grupo terrorista.

ISIS ou ISIL?

O grupo começou nos anos 2000, constituindo-se como parte da resistência extremista à invasão norte-americana do Iraque, e autointitulava-se Al-Qaeda do Iraque. Mas após várias críticas e a morte do fundador do grupo, passaram a chamar-se, em 2007, Estado Islâmico do Iraque.

O grupo terrorista foi enfraquecendo no Iraque com os anos, mas o princípio da guerra civil na Síria em 2011 deu-lhe uma nova oportunidade de renascer e, ao começar a controlar territórios nesse país, mudou de nome para aquele por que se tornaria mais conhecido: Estado Islâmico do Iraque e da Síria, de acrónimo inglês ISIS.

Também é possível traduzir o nome como Estado Islâmico do Iraque e do Levante, visto que a palavra árabe usada, al-Sham, se aplica tanto a Damasco como à região em geral, levando ao surgimento do acrónimo ISIL - Estado Islâmico do Iraque e do Levante.

Em junho de 2014, o grupo terrorista volta a mudar de nome, para se autointitular Estado do Califado Islâmico.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG