Irão acusa Arábia Saudita de atacar embaixada iraniana no Iémen

Porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros denuncia ataques aéreos que terão danificado edifício e ferido funcionários

O Irão acusa a Arábia Saudita de realizar ataques aéreos contra a embaixada iraniana na capital do Iémen, Sanaa, na quarta-feira à noite.

"A Arábia Saudita é responsável pelos danos no edifício da embaixada e por ferir alguns dos funcionários", disse o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros iraniano, Jaber Ansari, citado pela agência Reuters. Ansari terá falado à televisão estatal do Irão, a IRIB.

A coligação liderada pelos sauditas que tem conduzido ataques no Iémen já garantiu que irá investigar se a embaixada do Irão foi alvo dos ataques. Os bombardeamentos da passada quarta-feira tinham como objetivo neutralizar os pontos de lançamento de mísseis das milícias houthis, esclareceu o porta-voz da coligação, o Brigadeiro-General Ahmed Asseri, adiantando que o grupo tem recorrido a instalações civis, inclusivamente embaixadas abandonadas.

Asseri garantiu ainda que a coligação pediu a todos os países envolvidos para fornecerem as coordenadas da localização das suas missões diplomáticas e que as acusações que tenham por base informação fornecida pelos houthis "não tem credibilidade".

As tensões entre Arábia Saudita e Irão têm subido de tom nos últimos dias, depois de as autoridades sauditas terem executado o clérigo xiita Nimr al-Nimr, um dos maiores críticos da família real saudita. Al-Nimr foi executado com mais 46 pessoas, na maioria ligadas à Al-Qaeda e condenadas por terrorismo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG