Tusk: "América, respeita os teus aliados. Afinal, não tens muitos"

Presidente do Conselho Europeu mandou recado para Donald Trump, na véspera da visita do presidente norte-americano ao continente europeu.

"Cara América, respeita os teus aliados. Afinal, não tens muitos", disse o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, em Bruxelas. Um recado para o presidente norte-americano, Donald Trump, que já respondeu: "Temos muitos aliados. Mas não se podem aproveitar de nós. A União Europeia (EU) está-se a aproveitar de nós."

Numa conferência de imprensa em Bruxelas por ocasião da assinatura da declaração conjunta sobre a cooperação UE-NATO, na véspera de uma cimeira da Aliança Atlântica que decorrerá entre quarta e quinta-feira na capital belga, Tusk fez questão de se "dirigir diretamente ao presidente Trump, que há muito tempo tem criticado a Europa, quase diariamente, pelo que, do seu ponto de vista, tem sido uma contribuição insuficiente para as capacidades comuns de defesa e por viver à conta dos EUA".

"Caro presidente Trump, a América não tem e não terá melhor aliado do que a Europa. Hoje, os europeus gastam em Defesa muito mais do que a Rússia e tanto quanto a China. E penso que não pode ter dúvidas, presidente, de que este é um investimento na defesa e segurança comum norte-americana e europeia, o que não pode ser dito relativamente à despesa (em Defesa) russa ou chinesa", observou.

Resposta de Trump

"Temos muitos aliados. Mas não se podem aproveitar de nós. A União Europeia (EU) está-se a aproveitar de nós. Perdemos 151 mil milhões de dólares no ano passado em comércio e, além disso, cobrimos pelo menos 70% da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO na sigla inglesa)", afirmou Trump, antes de embarcar no avião presidencial Air Force One com destino a Bruxelas.

"Francamente, (a NATO) ajuda-os mais a eles do que a nós. Depois veremos o que acontece. Temos à nossa frente uma grande e bela semana", observou o presidente.

Trump estará entre quarta e quinta-feira em Bruxelas para a cimeira de chefes de Estado e de Governo da Aliança Atlântica, na qual Portugal estará representado pelo primeiro-ministro, António Costa.

Viaja depois para o Reino Unido, na sexta-feira, e a 16 de julho chega a Helsínquia, onde se vai encontrar com o Presidente russo Vladimir Putin.

Exclusivos