Segunda volta é "oportunidade de ouro", diz Haddad

O candidato do Partido dos Trabalhadores diz que a "soberania nacional e a soberania popular estão acima de qualquer outro interesse".

Fernando Haddad dirigiu-se aos brasileiros num breve discurso em que alertou para os riscos que a democracia corre e que tem pela frente uma "oportunidade de ouro".

Afirmou-se "extremamente honrado pelos votos que garantem o PT na segunda volta".

"Sinto-me desafiado pelos resultados, que são expressivos". A "oportunidade" da segunda volta, considerou ser "inestimável", que é preciso "saber aproveitar com sentido de responsabilidade".

Reafirmou os valores da sua candidatura, a "atenção aos mais pobres do país, de um projeto amplo profundamente democrático e que busque a justiça social". Afirmou que a "soberania nacional e a soberania popular" estão "acima de qualquer outro interesse".

"Sempre estive do lado da liberdade e da democracia e não vou abrir mão dos meus valores", garantiu.

E concluiu a cerrar fileiras: "Vamos iniciar a campanha amanhã para sermos vitoriosos. Queremos unir o país."

O candidato que substituiu Lula da Silva deixou uma palavra ao ex-presidente.

Ler mais

Exclusivos