Reações à morte de McCain: "Um verdadeiro herói americano"

Dentro e fora dos EUA, o senador John McCain, que morreu este sábado aos 81 anos, é relembrado como um patriota, um homem de honra, que não hesitava em por os interesses do partido de lado em nome do país

O senador John McCain morreu este sábado, aos 81 anos, pouco mais de um ano depois de ter sido diagnosticado com um cancro no cérebro. As homenagens não vêm apenas de dentro dos EUA e muitos líderes, deste lado do Atlântico, lembraram também o antigo prisioneiro de guerra, que além da longa carreira no Senado tentou por duas vezes chegar à Casa Branca.

Líderes internacionais

Angela Merkel, chanceler alemã: "John McCain era guiado pela firme convicção de que o valor de todo o trabalho político podia ser encontrado a servir a liberdade, a democracia e o estado de Direito. A sua morte é uma perda para todos os que partilham essa convicção"

Theresa May, primeira-minstra britânica: "John McCain era um grande estadista, que incorporava a ideia do serviço antes de si mesmo. Foi uma honra chamá-lo de amigo do Reino Unido. As minhas profundas condolências para a sua família e para o povo americano."

Emmanuel Macron, presidente francês: "John McCain era um verdadeiro herói americano. Ele dedicou toda a sua vida ao seu país. A sua voz fará falta. Os nossos pensamentos respeitosos para a sua família."

Justin Trudeau, primeiro-ministro canadiano: "O senador John McCain era um patriota e um herói americano cujo sacrifício para o seu país e uma vida inteira no serviço público foram uma inspiração para milhões. Os canadianos juntam-se aos americanos a celebrar a sua vida e a lamentar a sua morte."

Jens Stoltenberg, secretário-geral da NATO: "John McCain - soldado e senador, americano e atlantista. Vai ser lembrado tanto na Europa como na América do Norte pela sua coragem e caráter, e como um forte apoiante da NATO. Os meus pensamentos estão com a sua família e amigos."

Federica Mogherini, chefe da diplomacia da União Europeia: "O senador John McCain foi um estadista respeitado que dedicou a sua vida ao serviço público com integridade, princípios e um grande sentido de dever. Era um verdadeiro defensor da importância de uma relação forte entre a UE e os Estados Unidos em matérias como a segurança e a prosperidade e como pilar de uma ordem mundial regulada."

Trump e ex-presidentes dos EUA

Donald Trump, presidente dos EUA: "A minha profunda simpatia e respeito para a família do senador John McCain. Os nossos corações e orações estão com vocês!"

Barack Obama, ex-presidente dos EUA: "Poucos de nós passaram as provações que John passou, ou tiveram de revelar a coragem que ele demonstrou. Mas todos nós podemos aspirar a ter a coragem de colocar o bem maior acima do nosso bem estar. Nos melhores momentos, John mostrou-nos o que tal significa. E por isso todos lhe estamos em dívida. Michelle e eu enviamos os nossos sentidos pêsames a Cindy e à sua família."

Bill Clinton, ex-presidente dos EUA, e Hillary Clinton, ex-secretária de Estado: "O senador John McCain acreditava que cada cidadão tem a responsabilidade de fazer algo das liberdades garantidas pela nossa Constituição , e pelo seu serviço heróico na Marinha aos seus 35 anos no Congresso, ele viveu por esse credo todos os dias. Ele era um político hábil, duro, assim como um colega de confiança ao lado do qual a Hillary sente orgulho de ter servido no Senado. Ele punha frequentemente o partidarismo de lado para fazer o que pensava ser melhor para o país, e nunca teve medo de quebrar o molde se isso fosse a coisa certa a fazer. Serei sempre grato pela sua liderança nos nossos esforços bem sucedidos para normalizar as relações com o Vietname."

George W. Bush, ex-presidente dos EUA: "Algumas vidas são tão vividas que é difícil imaginar que acabaram. Algumas vozes são tão vibrantes, é difícil pensar que se calaram. John McCain era um homem de profundas convicções e um patriota do mais alto nível. Era um funcionário público nas melhores tradições do nosso país. E, para mim, era um amigo de quem vou sentir falta." -

Jimmy Carter, ex-presidente dos EUA: "John McCain era um homem de honra, um verdadeiro patriota no melhor sentido da palavra. Os americanos vão sempre estar agradecidos pelo seu serviço militar heroico e pela sua integridade firme como membro do Senado."

George H. W. Bush, ex-presidente dos EUA: "John McCain era um patriota ao mais alto nível, um funcionário público de rara coragem. Poucos sacrificaram mais ou contribuíram mais para o bem-estar dos seus concidadãos - e de facto, todos os povos amantes da liberdade em todo o mundo. Outro maverick [rebelde]e guerrilheiro americano, o general George Patton, disse uma vez: 'Devemos agradecer a Deus por homens como este terem vivido'."

Exclusivos

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Uma opinião sustentável

De um ponto de vista global e a nível histórico, poucos conceitos têm sido tão úteis e operativos como o do desenvolvimento sustentável. Trouxe-nos a noção do sistémico, no sentido em que cimentou a ideia de que as ações, individuais ou em grupo, têm reflexo no conjunto de todos. Semeou também a consciência do "sustentável" como algo capaz de suprir as necessidades do presente sem comprometer o futuro do planeta. Na sequência, surgiu também o pressuposto de que a diversidade cultural é tão importante como a biodiversidade e, hoje, a pobreza no mundo, a inclusão, a demografia e a migração entram na ordem do dia da discussão mundial.