Quadrilha assalta pessoas com máscaras de "La Casa de Papel"

Grupo vestia-se com os personagens da série e fazia assaltos à porta de instituições bancárias

A série espanhola "La Casa de Papel" tem-se revelado um fenómeno à escala mundial, mas também tem influenciado alguns grupos de assaltantes. O caso mais recente foi na Argentina, em Buenos Aires, onde no último fim de semana as autoridades prenderam um grupo de assaltantes que, munidos de máscaras de Salvador Dalí, decidiram roubar as pessoas à porta das instituições bancárias.

O grupo é constituído por oito homens e três mulheres, com idades compreendidas entre os 18 e os 80 anos, que usaram as máscaras do artista catalão, como as personagens principais da série "La Casa de Papel". Os suspeitos começaram a ser investigados este mês, a partir de uma denúncia de um assalto a um banco com o recurso a macacões vermelhos parecidos com os da série.

Segundo a agência estatal Télam, o grupo residia em Morón e já tinha cometido assaltos em instituições bancárias e outros atos ilícitos. Em ocasiões diferentes, foram encontradas seis máscaras com o rosto de Salvador Dalí, bem como uma pistola de calibre 45, munição de equipamento de radiofrequência, uma bolsa com lacres pretos, luvas e roupas pretas, três motas e um quadriciclo.

"La Casa de Papel" centra-se em oito ladrões que assaltam a Casa Nacional da Moeda de Espanha e fazem reféns as pessoas que se encontram lá dentro, ao mesmo tempo em que um génio do crime tenta iludir as forças de segurança para levar a cabo o seu plano. Ao longo da série, podemos ver as personagens Tóquio, Nairóbi, Rio, Berlim, Helsínquia, Oslo, Denver e Moscovo a seguirem um plano definido pelo Professor e a "lutarem" com as autoridades nas situações mais críticas.

Durante alguns tempos a série, criada para o canal de televisão espanhol Antena 3 e disponível na Netflix, dominou o ranking das séries mais vistas em maratonas da aplicação TV Time, encontrando-se atualmente no 39º lugar do top das séries mais vistas no IMDb.

Ler mais

Exclusivos