Milhões de prejuízo. Porsches ao fundo no naufrágio do cargueiro "Grande America"

Entre os mais de dois mil veículos a bordo do navio italiano de transporte que se afundou ao largo da costa francesa a 13 de Março, havia várias dezenas de carros de luxo exclusivos, como os 911 GY2 RS da Porsche

A Porshe confirmou que a bordo do cargueiro italiano Grande America, que se incendiou e afundou ao largo da costa francesa, a 13 de Março, seguiam 37 carros da sua marca, incluindo quatro dos seus exclusivos modelos 911 GT2 RS, que agora estão todos no fundo do mar, a cerca de quatro mil metros de uma profundidade, tal como toda a restante carga do navio, que incluía 45 contentores com substâncias perigosas, como ácido sulfúrico e ácido clorídrico.

O combustível do navio espalhou-se, entretanto, na zona, e causou uma mancha de poluição no mar com cerca de 10 quilómetros, que as autoridades francesas continuam ainda a tentar limpar.

Os Porsches seguiam de Hamburgo para o Brasil, para o porto de Santos, onde deviam ser descarregados, para serem entregues aos clientes. A empresa já contactou, entretanto as pessoas que adquiriram os automóveis e que os deviam ter recebido, para informar que vai produzir novos carros para os clientes lesados.

A Porsche já não fabrica os modelos 911 GT2 RS, mas dadas as circunstâncias, a empresa informou os clientes de voltará à sua produção na sua fábrica de Hamburgo, prometendo ainda que os automóveis deverão estar prontos em Abril, para serem entregues no Brasil em Junho.

Cada um destes carros de luxo custa 267 mil euros.

O grande America incendiou-se no mar, a cerca de 300 quilómetros da costa francesa, a 10 de Março e acabou por se afundar três dias depois. Os 27 tripulantes a bordo foram todos resgatados a tempo

Exclusivos