Polícia apreende carregamento de ouro em barco naufragado na Segunda Guerra

O carregamento foi descoberto num barco que viajava perto do atol Ontong Java

A polícia das Ilhas Salomão, no Pacífico Sul, apreendeu um presumível carregamento de ouro que pertencia a um barco que naufragou durante a II Guerra Mundial no atol Ontong Java, informaram hoje os meios de comunicação locais.

A carga, composta por uma centena de lingotes que as autoridades acreditam ser de ouro e outros metais, foi transportada para o Banco Central das Ilhas Salomão para ser guardada nos seus cofres, de acordo com a Radio New Zealand.

Em 2013, a imprensa local informou que o Governo das Ilhas Salomão ultimava preparativos para recuperar um carregamento de lingotes de ouro -- avaliados em mais de 1.500 milhões de dólares (quase 1.400 milhões de euros ao câmbio atual) - nas profundidades das águas que separam Guadalcanal e Malaita.

Exclusivos

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Uma opinião sustentável

De um ponto de vista global e a nível histórico, poucos conceitos têm sido tão úteis e operativos como o do desenvolvimento sustentável. Trouxe-nos a noção do sistémico, no sentido em que cimentou a ideia de que as ações, individuais ou em grupo, têm reflexo no conjunto de todos. Semeou também a consciência do "sustentável" como algo capaz de suprir as necessidades do presente sem comprometer o futuro do planeta. Na sequência, surgiu também o pressuposto de que a diversidade cultural é tão importante como a biodiversidade e, hoje, a pobreza no mundo, a inclusão, a demografia e a migração entram na ordem do dia da discussão mundial.