Papa convoca oração e jejum mundial pela paz a 23 de fevereiro

Francisco convidou outras confissões religiosas a juntarem-se aos católicos

O papa convocou uma jornada mundial de oração e jejum pela paz para 23 de fevereiro, dedicada em especial ao fim da violência na República Democrática do Congo e no Sudão do Sul.

"Perante o trágico arrastamento de situações de conflito em diversas partes do mundo, convido todos os fiéis para uma jornada especial de oração e jejum pela paz, a 23 de fevereiro, sexta-feira da primeira semana da Quaresma", anunciou o papa Francisco.

A convocatória foi lançada hoje depois da oração do Angelus, tendo o papa convidado outras confissões religiosas a juntarem-se aos cristãos nesta oração mundial pela paz.

"Como noutras ocasiões similares, convido os irmãos e irmãs não-católicos e não-cristãos a associarem-se a esta iniciativa, das formas que julgarem mais oportunas, mas todos juntos", acrescentou.

O papa adiantou ainda que o momento será mais do que uma oração, será a oportunidade de cada um dizer "não à violência" considerando que as vitórias obtidas com a violência são falsas vitórias.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

"Petróleo, não!" Nesta semana já estivemos perto

1. Uma coisa é termos uma vaga ideia de quão estupidamente dependemos dos combustíveis fósseis. Outra, vivê-la em concreto. Obrigado aos grevistas. A memória perdida sobre o "petróleo" voltou. Ficou a nu que temos de fugir dos senhores feudais do Médio Oriente, das oligopolísticas, campanhas energéticas com preços afinados ao milésimo de euro e, finalmente, deste tipo de sindicatos e associações patronais com um poder absolutamente desproporcionado.