O momento em que as mulheres de branco aplaudiram Trump

Congressistas, em número recorde este ano, vestiram-se de branco para homenagear o movimento sufragista. E surpreenderam o presidente norte-americano com a sua reação quando Trump falava do número de empregos que as mulheres têm preenchido no país.

Depois de no ano passado algumas congressistas se terem vestido de negro para apoiar o movimento do #MeeToo, este ano o Congresso (onde há mais mulheres do que nunca, muitas das quais democratas, após as intercalares de novembro) pintou-se de branco, numa homenagem ao movimento sufragista, para o discurso do Estado da União de Trump.

As mulheres surpreenderam não só por usar branco, mas também tiveram o momento alto do dia quando aplaudiram Trump - ou melhor, o que ele disse. O presidente falava do sucesso económico da sua Administração quando afirmou: "Ninguém beneficiou mais da nossa economia próspera do que as mulheres, que preencheram 58% dos novos empregos criados no ano passado", disse o presidente.

As congressistas aplaudiram de pé, festejando esse feito (afinal muitas delas são estreantes no Congresso), ouvindo de Trump: "Não era suposto fazerem isso." O presidente continuou: "Todos os americanos podem ter orgulho de que agora temos mais mulheres no mercado de trabalho do que nunca." O Congresso voltou a aplaudir de pé, com os homens a dirigirem as suas palmas para as mulheres.

"Não se sentem ainda, vão gostar desta parte", respondeu Trump, diante dos risos dos presentes, antes de acrescentar: "E precisamente um século depois de o Congresso passar a emenda constitucional que deu às mulheres o direito de votar, também temos mais mulheres a servir no Congresso do que em qualquer outro momento antes." Novos aplausos e gritos de "U.S.A".

Ler mais

Exclusivos