Neil Gorsuch toma posse como juiz do Supremo Tribunal

Irá ocupar a vaga aberta há mais de um ano com a morte do juiz conservador Antonin Scala

O juiz conservador Neil Gorsuch jurou esta segunda-feira servir a Constituição dos Estados Unidos ao tomar posse, primeiro no Supremo Tribunal e depois na Casa Branca.

Nomeado em finais de janeiro pelo Presidente Donald Trump, Gorsuch, 49 anos, foi confirmado na sexta-feira, depois de uma batalha que terminou com uma alteração ao regulamento que pôs termo a décadas de tradição de compromisso entre democratas e republicanos.

A cerimónia de posse, fechada, decorreu no Supremo perante o presidente da instituição, o juiz John Roberts, e os outros oito juízes -- quatro conservadores e quatro progressistas.

Depois, Gorsuch prestou juramento perante o Donald Trump, numa cerimónia no roseiral da Casa Branca.

Numa breve intervenção, Donald Trump qualificou Gorsuch de "profundamente fiel à Constituição" e disse não ter dúvidas de que "passará à histórica como um dos verdadeiros grandes juízes da história dos Estados Unidos".

Gorsuch vai ocupar a vaga aberta há 14 meses com a morte do juiz conservador Antonin Scalia, em fevereiro de 2016.

Ler mais

Exclusivos

Premium

CPLP

Do ciclone às dívidas ocultas: as quatro tragédias de Moçambique

Ciclone Idai, escândalo das dívidas ocultas, conflito com grupos armados no norte e reconciliação lenta e pouco suave entre a Frelimo (no poder) e a Renamo (maior partido da oposição) marcam a realidade de Moçambique, país da CPLP com 29,7 milhões de habitantes que tem eleições gerais marcadas para 15 de outubro.