Mais uma baixa no governo de May por causa do Brexit

Gareth Johnson, responsável por garantir a disciplina de voto no Parlamento, demitiu-se por não concordar com o acordo negociado por Brexit.

O conservador Gareth Johnson, um dos responsáveis por garantir a disciplina de voto no Parlamento britânico (whip, literalmente chicote), anunciou hoje a sua demissão, alegando que o acordo de Brexit negociado pela primeira-ministra Theresa May "impede-nos de recuperar o controlo e, em vez disso, pode deixar-nos perpetuamente constrangido pela União Europeia".

"Ao longo das últimas semanas, tentei conciliar as minhas funções de whip para ajudar o governo a implementar o Acordo de Saída Europeu com a minha objeção pessoal ao acordo", escreveu na carta enviada a May.

"Conclui que não posso, em consciência, apoiar a posição do Governo quando é óbvio que este acordo seria prejudicial aos interesses da nossa nação", acrescentou. "Chegou a altura de colocar a minha lealdade para com o meu país acima da lealdade para com o governo", acrescentou.

"Esperava que mudanças pudessem ser feitas para melhorar o acordo com a União Europeia, mas é agora claro para mim que nenhuma mudança significativa será feita a este acordo antes da votação ocorra", escreveu.

Os deputados britânicos votam esta terça-feira no acordo de saída do Reino Unido da União Europeia negociado por May com Bruxelas. A primeira-ministra britânica não tem garantido o apoio da maioria, tendo avisado hoje que se este for chumbado, pode nem haver Brexit.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Saúde

Empresa de anestesista recebeu meio milhão de euros num ano

Há empresas (muitas vezes unipessoais) onde os anestesistas recebem o dobro do oferecido no Serviço Nacional de Saúde para prestarem serviços em hospitais públicos carenciados. Aquilo que a lei prevê como exceção funciona como regra em muitas unidades hospitalares. Ministério diz que médicos tarefeiros são recursos de "última instância" para "garantir a prestação de cuidados de saúde com qualidade a todos os portugueses".