"Maduro tornou Venezuela um dos países mais pobres do mundo"

Rex Tillerson acusou presidente venezuelano de roubar o próprio povo

O secretário de Estado dos Estados Unidos da América, Rex Tillerson, acusou hoje o Governo do Presidente Nicolás Maduro de "roubar o seu próprio povo", transformando a Venezuela num dos países mais pobres do mundo.

"Os venezuelanos morrem de fome. Os saques são comuns e os doentes não recebem a atenção médica que necessitam. O povo venezuelano sofre por causa de um regime corrupto que rouba o seu próprio povo. O regime de Maduro é o verdadeiro culpado e deve prestar contas", escreveu na sua conta do Twitter.

Segundo Rex Tillerson "a Venezuela encontra-se num acentuado contraste com um futuro de estabilidade que outros seguem no hemisfério".

"A grande tragédia é que podendo a Venezuela ser um dos países mais prósperos da região, é um dos mais pobres do mundo", frisou.

Por outro lado, sublinhou que os EUA continuarão "fazendo pressão contra o regime para que regresse aos processos democráticos que fizeram da Venezuela um grande país, no passado".

Segundo um comunicado do Departamento de Estado dos EUA, Rex Tillerson iniciou quinta-feira um périplo pelo México, Argentina, Perú, Colômbia e Jamaica.

Durante o périplo, que decorrerá até 07 de fevereiro, Rex Tillerson irá reunir-se com "parceiros regionais para promover um hemisfério seguro, próspero e democrático".

"Ao longo da viagem, o secretário Tillerson defenderá a crescente atenção regional à crise na Venezuela", sublinha.

Ler mais

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.

Premium

Diário de Notícias

A ditadura em Espanha

A manchete deste dia 19 de setembro de 1923 fazia-se de notícias do país vizinho: a ditadura em Espanha. "Primo de Rivera propõe-se governar três meses", noticiava o DN, acrescentando que, "findo esse prazo, verá se a opinião pública o anima a organizar ministério constitucional". Explicava este jornal então que "o partido conservador condena o movimento e protesta contra as acusações que lhe são feitas pelo ditador".