Irlanda vota legalização do aborto a 25 de maio

Governo irlandês revelou hoje a data para a realização do referendo pela legalização do aborto

O referendo sobre a legalização do aborto na Irlanda realiza-se a 25 de maio, anunciou hoje o Governo irlandês.

Atualmente, a interrupção voluntária da gravidez é proibida pela 8.ª emenda da Constituição irlandesa, que contempla como única exceção o risco de vida para a mãe.

"Acabo de assinar o decreto para a organização de um referendo sobre a revogação da 8.ª emenda à Constituição, autorizando o parlamento a legislar sobre a questão. O referendo realiza-se a 25 de maio", anunciou o ministro da Habitação, Eoghan Murphy, no Twitter.

A organização de um novo referendo sobre esta matéria era uma promessa do primeiro-ministro Leo Varadkar, no poder desde junho, por considerar "demasiado restritiva" a atual lei.

O aborto sempre foi ilegal na Irlanda, mas a sua proibição só foi inserida na constituição em 1983, ditada por um referendo em que obteve 67% dos votos.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).