Idai: São já cinco as mortes por cólera em Moçambique

Mais de 90% das pessoas infetadas já tiveram alta. Segundo as autoridades de Moçambique há 105 casos por resolver.

As autoridades de saúde moçambicanas confirmaram este sábado que já morreram cinco pessoas num surto de cólera que se seguiu ao ciclone Idai no centro do país.

As duas primeiras mortes tinham sido registadas na última semana nos distritos de Beira e Dondo, uma terceira foi anunciada hoje no distrito de Nhamatanda, zona oeste da província de Sofala, a que se juntaram mais duas, novamente na Beira e Dondo.

O surto jáinfetou 2424 pessoas, segundo os registos de entrada nas unidades de saúde, sendo que 95% dos doentes já tiveram alta, ou seja, permanecem 105 casos por resolver. O número de infeções é superior ao de surtos recorrentes anualmente durante a época das chuvas.

A destruição do ciclone Idai terá agravado as condições sanitárias e de higiene, promovendo a propagação da cólera através da água e alimentos.

Ainda segundo dados hoje apresentados, pelo menos 217 365 pessoas já foram vacinadas contra a doença no âmbito da campanha que arrancou na quarta-feira. O número de pessoas vacinadas representa 26% do objetivo total.

O ciclone Idai provocou 598 mortes e afetou 1,4 milhões de pessoas em Moçambique, segundo o mais recente balanço das autoridades.