EUA reforçam equipamento militar no Médio Oriente para pressionar Irão

O conselheiro para a Segurança Nacional da Casa Branca, John Bolton, afirmou no domingo que Washington vai reforçar o equipamento militar no Médio Oriente, numa mensagem "clara e inequívoca" para o regime iraniano.

"Em resposta a uma série de indicações e avisos preocupantes (...) os Estados Unidos vão destacar um porta-aviões do grupo aéreo naval USS Abraham Lincoln e um caça-bombardeiro para o Comando Central dos EUA na região", anunciou Bolton, em comunicado.

Este destacamento pretende enviar uma "mensagem clara e inequívoca ao regime iraniano" de que "qualquer ataque aos interesses dos Estados Unidos ou dos seus aliados irá defrontar uma força implacável", acrescentou.

"Os EUA não estão à procura de uma guerra com o regime iraniano, mas estamos totalmente preparados para responder a qualquer ataque", assegurou Bolton.

A declaração não especifica a razão do destacamento militar, mas surge numa altura em que se intensificaram as hostilidades entre o Estado hebraico e grupos armados do enclave palestiniano.

Ler mais

Exclusivos