Em busca de Nora Quoirin: jovem inglesa está desaparecida na selva da Malásia

Rapariga de 15 anos desapareceu do seu quarto num pequeno "resort". 150 agentes com cães e um helicóptero procuram-na no meio da selva.

Eram 8 horas da manhã e a janela do quarto estava aberta. O pai de Nora Quoirin deu conta do desaparecimento da adolescente, do seu quarto no resort Dusun, na Malásia, no domingo de manhã. A família partiu imediatamente do princípio que ela tinha sido raptada. No entanto, a polícia diz não existirem, até ao momento, indícios de crime. As buscas prosseguem desde então, com cerca de 150 agentes. Esta terça-feira, a polícia mobilizou um helicóptero e cães pisteiros e avançou para a selva.

Nora Quoirin, de 15 anos, tem necessidades especiais e é filha de um casal franco-irlandês que vive em Londres há cerca de 20 anos. O casal e os três filhos (Nora e dois irmãos mais novos) chegaram à Malásia no sábado, para duas semanas de férias no "paraíso" de Dasun, um pequeno resort no sul do estado de Negeri Sembilan, a cerca de 63 quilómetros de Kuala Lumpur.

Em declarações à BBC, Aisling Agnew, tia de Nora, explicou que a rapariga tem algumas dificuldades de aprendizagem: "Ela não saberia pedir ajuda", garantiu. Outra amiga da família declarou: "A Nora nunca iria passear sozinha".

O resort tem capacidade para receber apenas 20 adultos em sete casas. Haanim Bamadhaj, porta-voz do empreendimento turístico, afirmou que todo os funcionários estão chocados com o caso e há até outros turistas que estão a participar nas buscas: "O nosso resort está aberto há dez anos e nunca fomos roubados. Estamos a fazer tudo o que é possível e a rezar muito", disse.

A organização Lucie BlackmanTrust, que ajuda os cidadãos britânicos no estrangeiro, publicou um apelo nas redes sociais, com a fotografia de Nora. "Esta é uma jovem rapariga, muito frágil, que se encontra desaparecida num país que não conhece", alertou Matthew Searle, presidente do Lucie BlackmanTrust. "Ela está desaparecida há mais de 24 horas e é imperativo que todos os recursos possíveis sejam disponibilizados para encontrá-la."

O chefe de polícia do distrito, Mohamad Nor Marzukee Besar, afirmou que as equipas de resgate vasculharam as áreas em redor do resort até à madrugada de terça-feira, mas não encontraram nenhuma pista que permita perceber o que aconteceu com a adolescente. Besar explicou que a operação envolveu mais de 150 pessoas e foi retomada esta manhã, com um helicóptero e cães pisteiros, numa busca expandida à densa selva de Berembun, que fica mesmo ao lado do resort. As autoridades já avisaram a família: se Nora estiver na floresta será muito difícil encontrá-la.

Exclusivos