Elesfina e Tatoi, os subúrbios de Atenas que detêm o recorde de calor na Europa. Até agora

A 10 de julho de 1977, as duas localidades situadas na região da Ática Ocidental, onde fica também a capital grega, registaram 48 graus, a temperatura mais alta do continente europeu desde que começaram as medições, em 1956

Uma é a terra natal de Ésquilo, a outra recebeu o palácio de verão da família real grega. Elesfina e Tatoi (ou Decela) são as duas localidades gregas que detêm o recorde da temperatura mais alta registada na Europa desde que começaram as medições, em 1956. Segundo a World Meteorological Organization, a 10 de julho de 1977 os termómetros nestes dois subúrbios de Atenas registaram 48 graus à sombra.

Um recorde europeu que pode ser batido nestes dias em Espanha e Portugal, onde estão revistas temperaturas muito próximas desse valor. Em Portugal, o recorde é detido até agora pela Amareleja. Em 2003, a freguesia do concelho de Moura, no Alentejo, registou 47,4 graus. Em Espanha, o recorde é de 47,3 graus, atingidos em julho do ano passado.

Em Portugal, o aviso vermelho, o mais grave, foi prolongado em 11 distritos até ao início da tarde de domingo por causa da persistência de valores elevados da temperatura máxima, segundo o Instituto do Mar e da Atmosfera.

As recordistas gregas

Conhecida pelos chamados mistérios de Eleusis, os ritos de iniciação ao culto das deusas Deméter e Perséfone ali celebrados, Elesfina tem hoje pouco menos de 30 mil habitantes. Cidade industrial, é ali que fica a maior refinaria da Grécia. O seu aeroporto militar teve um papel crucial na retirada de soldados britânicos durante a invasão nazi da Grécia em 1941.

Nos últimos dias, é pelo recorde de calor que Elesfina tem sido notícia, apesar de a maioria das notícias referirem apenas que os 48 graus foram atingidos em Atenas. Ora, além de Elesfina, também Tatoi bateu recordes nesse dia de 1977. Oficialmente chamada Decelea, a localidade a uma quinzena de quilómetros do centro de Atenas, é conhecida pelo nome do palácio de Verão da família real grega. Foi ali que nasceu o rei Jorge II em 1890.

Situado numa zona fortemente arborizada, o palácio de Tatoi abriga os túmulos de 21 membros da família real grega.


​​​​

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.