Detido suspeito do homicídio de XXXTentacion

Homem de 22 anos enfrenta acusação de homicídio qualificado

Um homem de 22 anos, identificado como Dedrick D. Williams, foi esta quarta-feira detido por ser, alegadamente, o homicida do rapper XXXTentacion, morto a tiro em Miami no início da semana.

O suspeito enfrenta agora uma acusação de homicídio qualificado, de acordo com a BBC.

As autoridades anunciaram no Twitter que a investigação prossegue e que a polícia está à procura de outros suspeitos.

Jahseh Dwayne Onfroy, o verdadeiro nome de XXXTentacion, de 20 anos, foi assassinado esta segunda-feira com vários tiros à queima roupa. O rapper encontrava-se a comprar motos quando um homem saiu de uma viatura e desferiu vários tiros na sua direção.

O músico enfrentava uma acusação de violência doméstica, interposta pela sua namorada, que se encontra grávida. Além desta situação, XXXTentacion enfrentava ainda mais 12 processos judiciais.

Dedrick D. Williams está também acusado de violação da liberdade condicional, roubo de veículo motorizado e por conduzir sem uma licença válida, segundo o New York Daily News.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.