Secretário de Estado de May demite-se contra adiamento do Brexit

George Eustice fez campanha pelo Brexit e diz temer que haja uma sequência de eventos que culminem com a UE a ditar os termos da saída e na "humilhação" do Reino Unido.

O secretário de Estado da Agricultura britânico, George Eustice, demitiu-se esta quinta-feira para ter a liberdade de votar contra um adiamento da data de saída do Reino Unido da União Europeia (UE).

"Devemos ter a coragem, se necessário, de recuperar a nossa liberdade primeiro e conversar depois. Temos de estar prontos para enfrentar a União Europeia. A ausência de um acordo representa riscos e custos para eles também", justificou.

A primeira-ministra, Theresa May, prometeu esta semana aos deputados que se o acordo de saída da UE que continua a negociar com Bruxelas for chumbado pela segunda vez, e se uma saída sem acordo também for rejeitada, então o parlamento poderá votar para pedir um adiamento da data de saída para além de 29 de março.

Este plano, que representou uma cedência de Theresa May pois considera indesejável o adiamento do 'Brexit', foi aprovado na quarta-feira pelo parlamento.

Eustice, que fez campanha pela saída da UE, diz na carta de demissão publicada hoje que receia que "os desenvolvimentos desta semana conduzam a uma sequência de eventos que culminarão com a UE a ditar os termos de qualquer extensão solicitada e a humilhação final do nosso país".

Ainda assim, prometeu que votará a favor do acordo de saída, quando este for submetido ao parlamento, o que a primeira-ministra garantiu que acontecerá até 12 de março.

Exclusivos