Assad visita o Irão na sua primeira saída após oito anos de guerra na Síria

Presidente da Síria visitou o Irão na sua primeira viagem oficial desde o início da guerra

Bashar al-Assad fez a sua primeira visita oficial após quase oito anos de guerra na Síria e o destino foi o Irão. A República Islâmica foi um dos seus grandes aliados, a par da Rússia, permitindo-lhe resistir às pressões internacionais e recuperar terreno conquistado pelo Estado Islâmico.

Em imagens divulgadas pela televisão estatal e pelas agências noticiosas internacionais, o presidente da Síria, de 53 anos, surgiu a cumprimentar o presidente iraniano Hassan Rouhani e o ayatollah Ali Khamenei. Segundo as mesmas fontes, os líderes acordaram em "continuar a cooperação a todos os níveis no interesse das duas nações amigas".

A Síria mergulhou num clima de grande instabilidade quando, no contexto da Primavera Árabe, uma revolta eclodiu contra Assad. O regime reprimiu-a de forma violenta e a luta dos seus opositores e críticos foi substituída pela ofensiva do Estado Islâmico, dando ao presidente sírio e às forças leais ao mesmo um pretexto para prosseguir com a repressão.