Acidente de autocarro em Espanha faz pelo menos cinco mortos

Viatura embateu num pilar de um viaduto na localidade de Avilés. Incidente fez pelo menos 15 feridos

Pelo menos cinco pessoas morreram esta segunda-feira na sequência de um acidente de autocarro em Avilés, Espanha. Do incidente resultaram ainda 15 feridos.

De acordo com o jornal espanhol El País , a viatura, ao serviço da companhia Alsa, chocou contra um pilar de um viaduto, e a violência do embate fez com que esta se abrisse ao meio, até à terceira fila.

Fontes da emergência médica referiram à agência noticiosa Efe que cinco dos feridos se encontram em estado crítico, dois no hospital universitário das Astúrias UHUCA), em Oviedo, outros dois no San Agustín, de Avilés, e um no centro hospitalar Cabueñes, em Gijón.

Quatro pessoas morreram na colisão e uma quinta vítima não resistiu aos ferimentos quando era transportada de ambulância para um centro hospitalar.

O condutor encontra-se entre os feridos, e segundo diversas fontes sofreu diversas amputações.

O alerta para o acidente foi dado pelas 13:40 locais (12:40 em Portugal continental). O autocarro fazia a ligação Cudillero-Avilés-Gijón.

Notícia atualizada às 17:25.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Crespo

E uma moção de censura à oposição?

Nos últimos três anos, o governo gozou de um privilégio raro em democracia: a ausência quase total de oposição. Primeiro foi Pedro Passos Coelho, que demorou a habituar-se à ideia de que já não era primeiro-ministro e decidiu comportar-se como se fosse um líder no exílio. Foram dois anos em que o principal partido da oposição gritou, esperneou e defendeu o indefensável, mesmo quando já tinha ficado sem discurso. E foi nas urnas que o país mostrou ao PSD quão errada estava a sua estratégia. Só aí é que o partido decidiu mudar de líder e de rumo.