16 feridos em hotel de luxo no Dubai

Chamas começaram no 20.º piso do edifício de 63 andares. Celebrações de Ano Novo não foram afetadas

Um incêndio deflagrou esta quinta-feira no hotel The Address, no Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, horas antes de começar o espetáculo de fogo-de-artifício que assinala a chegada do Ano Novo.

Segundo a BBC, responsáveis no local indicam que há 16 feridos ligeiros a registar. Antes, o diretor-geral da Proteção Civil do Dubai garantira ao canal Al Arabiya que não havia qualquer vítima. As celebrações de Ano Novo não foram afetadas: pouco antes da meia-noite local, os bombeiros tinham controlado 90% do incêndio, segundo a agência Reuters.

O hotel de 63 pisos fica nas imediações da torre Burj Khalifa, o edifício mais alto do mundo, na baixa da cidade, e onde as pessoas se estavam a juntar, antes das 22:00 (hora local, menos quatro horas em Lisboa) para assistir às celebrações de Ano Novo, adiantou a polícia. Até ao momento, não são conhecidas as causas do incêndio.

As gigantescas línguas de fogo faziam prever o pior dos cenários, mas as autoridades conseguiram evacuar o edifício de 300 metros de altura sem que houvesse feridos, segundo as informações veiculadas. O incêndio terá começado no 20.º andar, num espaço exterior da torre, permitindo que o sistema corta-fogo impedisse a propagação imediata das chamas ao interior do hotel.

O gabinete de imprensa do Governo do emirado do Dubai, citado pela AFP, anunciou no Twitter que o incêndio eclodiu no hotel The Address Downtown e que as autoridades se dirigiram prontamente ao local para garantir "uma resposta rápida e segura".

Todos os anos, o Dubai oferece aos residentes e visitantes um impressionante espetáculo pirotécnico para assinalar a chegada do Ano Novo: o fogo-de-artifício é lançado da Burj Khalifa, uma torre com mais de 160 pisos e quase 830 metros de altura, que ficou concluída em 2010.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG