Igreja Católica cria fundo de compensação monetária para pessoas abusadas por padres

Programa de compensação monetária da Arquidiocese de Nova Iorque deverá abranger as mais de 170 pessoas que denunciaram casos de abusos sexuais nos últimos 40 anos

A Arquidiocese da Igreja Católica de Nova Iorque anunciou esta quinta-feira que vai criar um programa de compensação financeira para pessoas abusadas sexualmente por padres.

Segundo o cardeal e arcebispo Timothy Dolan, vai demorar cerca de quatro meses para as mais de 170 vítimas de casos dos últimos 40 anos receberam a compensação monetária e não há limites do valor máximo a ser atribuído, segundo o canal NBC.

O cardeal afirmou num comunicado que a arquidiocese já começou a contactar aqueles que denunciaram situações de abuso e descreveu as vítimas como "sobreviventes" de um pecado "repugnante" e que "tem ferido gravemente a igreja".

O grupo de apoio Rede de Sobreviventes Abusados por Padres criticou o plano da arquidioceses dizendo que "é muito pouco e demasiado tarde".

O programa de compensação vai ser gerido pelo advogado Kenneth Feinberg, que foi responsável por gerir o fundo federal de compensação à vítimas do 11 de setembro, nos Estados Unidos.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG