Hospitais britânicos com problemas técnicos devido a ataque informático

Médicos e profissionais de saúde estão a usar as redes sociais para comentar e dar detalhes sobre a situação

Hospitais do serviço nacional de saúde do Reino Unido relataram estar a sofrer importantes problemas informáticos em consequência de um aparente ciberataque à escala internacional, que também está a afetar empresas portuguesas.

Segundo a BBC, os problemas em solo inglês foram detetados em hospitais de Londres, Blackburn, Cumbria e Hertfordshire, noroeste de Inglaterra. No total, foram afetadas 16 unidades de saúde.

Os hospitais pediram aos utentes que apenas se desloquem às unidades de saúde em caso de urgência.

Em alguns casos, os sistemas informáticos e telefónicos deixaram completamente de funcionar e os médicos estão limitados a papel e caneta, segundo a BBC, que cita um jornal local de Blackpool.

"Na sequência de um presumível ciberataque nacional, estamos a tomar todas as medidas de precaução possíveis para proteger os nossos sistemas e serviços", escreveu no Twitter a NHS Meyerside, que gere vários hospitais do noroeste de Inglaterra.

Vários médicos têm usado as redes sociais e a internet para contar aquilo que se está a passar nos hospitais onde trabalham.

Um profissional de saúde refere que o ataque foi "antecipado" e que tudo foi "desligado". "Temos uma mensagem nos nossos computadores a pedir um determinado valor monetários", escreve.

"Obrigado por atrasarem as urgências e porem vidas em risco", diz outro médico no Twitter.

Estas informações foram divulgadas pouco depois de a multinacional de serviços tecnológicos Claranet ter alertado para um ataque informático "de grandes dimensões" em curso à escala internacional.

"Alertamos para o facto de estar em curso um ciberataque de grandes dimensões, dirigido principalmente a empresas de comunicações, mas também com outros alvos em vista", refere a informação enviada pela Claranet aos clientes, a que a Lusa teve acesso.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG