Hong Kong. Jogador famoso expulso não se arrepende do apoio a protestos

Um importante jogador profissional de Hong Kong, expulso de um torneiro internacional de e-sport, após apoiar o movimento de protesto na cidade, diz que não se arrepende.

Chung Ng Wai, que representava a região Ásia-Pacífico com o nome de Blitzchung, tinha acabado de ganhar uma partida crucial no torneio Hearthstone Grandmasters, em Taipei, quando exclamou em mandarim "Liberte Hong Kong, a revolução dos nossos tempos", ao ser entrevistado ao vivo. Hearthstone é um jogo de cartas online extremamente popular, no qual dois oponentes se revezam para assumir personagens diferentes com habilidades diversas, tentando derrotar-se.

Este estudante de 21 anos, que usava óculos e máscara de gás - equipamento frequentemente usado por manifestantes em Hong Kong - puxou o respirador para transmitir a sua mensagem de protesto. A emissão online foi interrompida a meio da entrevista e, logo de seguida, o vídeo foi retirado.

Chung disse à AFP não estar surpreendido por ter sido expulso da competição e sublinhou: "Não me arrependo do que disse. E mesmo agora não me arrependo". Afirmou ainda que esteve sempre atento à agitação, às vezes violenta, na sua cidade natal nos últimos quatro meses. "Muitos protestos em larga escala sobrepuseram-se à competição. Não me conseguia concentrar", afirmou.

Os criadores do torneio Hearthstone Grandmasters, Blizzard Entertainment, escreveram um cominicado dizendo que Chung quebrou as regras e que seria banido durante um ano. No ano passado, a indústria de videojogos gerou mais de 135 biliões de dólares em todo o mundo e só nos Estados Unidos 43,4 biliões.

Chung admitiu que o seu afastamento da competição foi uma "pena", depois de quatro anos de investimento. "Eu sacrifiquei tempo deixando de sair com meus amigos e dos estudos por causa dessa competição. Embora pareça ter desperdiçado quatro anos, tenho algo mais importante em meu coração - se perdermos o movimento, Hong Kong terminará para sempre ", disse.

O jogador de e-game disse ainda ter ficado surpreendido sobre o "impacto" dos seus comentários. "Espero que o meu ato possa inspirar outros jogadores como eu a continuar a apoiar o movimento em Hong Kong". Chung Ng Wai conseguiu o apoio de outros jogadores que escreveram no fórum LIHKG, do Reddit.

Este incidente é semelhante à controvérsia na NBA desencadeada na semana passada, quando o diretor geral do Houston Rockets, Daryl Morey, fez um comentário, agora excluído no Twitter, apoiando os manifestantes e que provocou reações políticas.

Exclusivos