Homem executado no Texas por matar rapaz de 12 anos e beber sangue da vítima

Pablo Vasquez, de 38 anos, foi a sexta pessoa a ser executada no Texas este ano

Um homem do sul do Texas, nos Estados Unidos, que matou um rapaz de 12 anos, mutilou o cadáver e depois bebeu o sangue da vítima, foi executado na quarta-feira, na prisão de Huntsville.

Pablo Vasquez, de 38 anos, foi morto por injeção letal, naquela que foi a sexta execução este ano no estado norte-americano e a 537.ª desde que o Supremo Tribunal permitiu o regresso da pena de morte, em 1976.

A vítima, David Cardenas, foi encontrada na cidade de Donna, perto da fronteira com o México, em 1998. O corpo tinha sido mutilado. Vasquez, na altura com 21 anos, admitiu, num depoimento gravado, ter matado a criança e bebido do seu sangue, incentivado pelo que disse serem vozes demoníacas.

"Peço desculpa à família de David. Esta é a única forma de ser perdoado. Conseguiram justiça agora. É isto. A minha confiança em Jesus", disse, na sua última declaração, segundo divulgou o Departamento de Justiça do Texas.

Os advogados de Vasquez chegaram a argumentar que este tinha problemas mentais, mas o júri precisou de apenas uma hora para condenar o jovem à pena de morte.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG