Homem detido por suspeitas de pirataria informática na Alemanha

Dados pessoais de cerca de mil personalidades alemãs - incluindo a chanceler Angela Merkel - foram publicados na internet por hackers, com a exposição de moradas privadas, números de telemóvel, registos de chats e números de cartões de crédito.

Um homem de 20 anos foi detido por suspeitas de pirataria informática que levou à divulgação de centenas de informações pessoais de políticos e celebridades, anunciaram nesta terça-feira as autoridades alemãs.

O Departamento Federal de Polícia Criminal adiantou que o suspeito foi detido após uma revista ao seu apartamento no centro do estado de Hesse.

De acordo com as autoridades, o jovem confessou ser o único responsável pela divulgação de informações pessoais de várias personalidades no Twitter, através do utilizador @_Orbit. O suspeito é um estudante que vive com os pais e, segundo escreve a BBC, terá dito que agiu sozinho e que estava aborrecido com declarações feitas pelas figuras públicas que foram alvo do ataque informático.

No sábado, o governo alemão confirmou que diversos dados pessoais de cerca de mil pessoas, de políticos - incluindo a chanceler Angela Merkel - a figuras públicas, foram publicados na internet por hackers, com a exposição de moradas privadas, números de telemóvel, registos de chats e números de cartões de crédito.

As autoridades ainda continuam a investigar eventuais responsáveis pelo ataque informático, que não incluía qualquer dado de deputados do partido de extrema-direita Alternativa para a Alemanha (AfD).

A informação, apesar de poder incomodar alguns deputados, parece não ter revelado escândalos políticos sérios. Este incidente voltou a reacender o debate sobre a cibersegurança na Alemanha.

A investigação refere que o jovem "explorou várias vulnerabilidades", que entretanto foram corrigidas.

Exclusivos