Hollande avisa Trump: compromissos para reduzir aquecimento global são "irreversíveis"

François Hollande discursou em França e aproveitou para dizer a Trump que não tem escolha e não poderá abandonar compromissos assumidos por Obama

O Presidente francês, François Hollande, avisou hoje o recém-eleito Presidente norte-americano Donald Trump de que os compromissos dos Estados Unidos para reduzir as alterações climáticas e o aquecimento global são "irreversíveis".

Donald Trump declarou diversas vezes durante a campanha considerar o aquecimento global "um embuste" e prometeu cancelar o acordo climático de Paris, destinado a fixar o aquecimento global em dois graus Celsius acima dos níveis da era pré-industrial.

Um dia depois de a Cimeira do Clima das Nações Unidas ter terminado, em Marraquexe, Marrocos, Hollande avisou o empresário de que não tem outra escolha a não ser respeitar os compromissos assumidos pelo seu antecessor na presidência dos Estados Unidos, Barack Obama.

"Este acordo de Paris é irreversível, ninguém pode abandoná-lo", afirmou hoje Hollande num discurso no sudoeste de França, citado pela agência France Presse.

"E mesmo que ele se sinta tentado, haverá forças, entre estas a democracia norte-americana, que irão assegurar que tal é respeitado", disse.

O Acordo de Paris, que entrou em vigor a 4 de novembro, pretende reduzir as emissões de gases com efeito de estufa responsáveis pelas alterações do clima, que podem provocar fenómenos extremos, como ondas de calor ou picos de chuva.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG