Hillary Clinton pede "mente aberta" em relação a Trump

A candidata democrata conseguiu até ao momento 228 votos eleitorais. Donald Trump obteve 279, mais nove que os necessários para ganhar. Faltam atribuir ainda 31.

Hillary Clinton faz esta tarde o seu discurso de derrota e ofereceu-se para trabalhar com Donald Trump, dizendo esperar que seja um bem-sucedido líder de todos os americanos.

A democrata pediu aos seus apoiantes para manterem a "mente aberta" em relação a Trump e a dar-lhe uma oportunidade para governar.

"Ontem à noite felicitei Donald Trump e ofereci-me para trabalhar com ele em prol do nosso país. Espero que ele seja um bem-sucedido presidente de todos os americanos", disse Clinton às centenas de apoiantes que estavam num hotel de Manhattan. Ao seu lado, estava o marido, Bill, o seu companheiro de corrida, Tim Kaine, e a mulher deste.

"Este não foi o resultado que queríamos e para o qual trabalhámos tanto, e tenho pena que não tenhamos ganho esta eleição pelos valores que partilhamos e pela visão que temos para o nosso país", prosseguiu a antiga senadora.

Despedindo-se daquela que foi muito provavelmente a sua última oportunidade para chegar à casa Branca, Hillary Clinton, de 69 anos, reconheceu que os resultados desta eleição foram dolorosos e que ela estava desapontada. Pediu ainda à sua equipa e aos seus apoiantes a continuarem a trabalhar por um país melhor. "Isto é doloroso e continuará a ser por muito tempo", confessou. "Mas quero que se lembrem disto: A nossa campanha nunca foi sobre uma pessoa ou mesmo sobre uma eleição. Foi sobre o país que amamos e sobre construir uma América que tem esperança, que é inclusiva e tem um grande coração".

A antiga primeira-dama, senadora e secretária de Estado prosseguiu, dizendo que os resultados desta eleição mostraram que o país está profundamente dividido, mas que os eleitores falaram. "Donald Trump vai ser o nosso presidente. Devemos-lhe uma mente aberta e a hipótese de liderar", pediu.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG