Galiza confina 70 mil pessoas devido a novo surto em Lugo

Autoridades daquela região do Norte de Espanha decretaram o encerramento durante cinco dias de A Mariña, junto a Lugo, depois de terem sido detetados mais de cem casos de covid-19.

O aumento de casos positivos de covid-19 - 106 ao todo, 99 dos quais ativos - obrigou a Junta da Galiza a decretar o encerramento durante cinco dias dos acessos à costa. Na prática são 70 mil pessoas que voltam a estar em confinamento na Galiza.

A partir da meia-noite deste domingo, os 14 municípios afetados vão manter a mobilidade interna mas ninguém poderá entrar o sair. Também os horários do comércio serão revistos. O uso de máscara passa a ser obrigatório mesmo ao ar livre, inclusive nas praias e piscinas, avança o jornal La Voz de Galicia. Apenas poderá entrar ou sair da zona reconfinada quem tiver uma justificação profissional.

Según o conselheiro de Saúde da Galiza, Jesús Vázquez Almuiña, o primeiro caso foi detetado a 23 de junho no município de Xove e desde então as autoridades têm procurado monitorizar todos os contactos das pessoas infetadas, procedendo a centenas de testes.

Esta medida surge um dia depois de a Catalunha ter decretado o confinamento de 200 mil pessoas devido a um surto na região de Lérida. Espanha, como vários outros países, está a registar vários novos surtos de covid-19. Em Lérida as autoridades catalã já alertaram que o confinamento pode durar mais de duas semanas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG