Furacão Dorian aumenta intensidade a caminho das Bahamas e dos EUA

É considerado "extremamente perigoso" e uma "ameaça significativa" para a Florida e o noroeste das Bahamas.

O furacão Dorian aumentou de intensidade para categoria 3 na escala de Saffir-Simpson, com ventos de 185 quilómetros por hora, anunciou hoje o Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos.

Na mais recente atualização, o furacão estava localizado a 715 quilómetros a leste das Bahamas e a 1.005 quilómetros a leste de Palm Beach, na Florida, com ventos máximos sustentados de 185 quilómetros por hora, movendo-se a uma velocidade de 17 quilómetros por hora.

O NHC, com sede em Miami, refere que o furacão Dorian é "extremamente perigoso", e representa uma "ameaça significativa" para a Florida e o noroeste das Bahamas, tendo enviado um avião que confirmou que o furacão está a aumentar a sua intensidade.

O olho do furacão Dorian, preveem os meteorologistas, devem passar pelo sudeste e centro das Bahamas hoje e sábado, estar perto do noroeste das Bahamas no domingo e aproximar-se da Florida na segunda-feira.

Os meteorologistas acrescentam que a intensidade do furacão pode aumentar e chegar a categoria 4, ou seja, com ventos de pelo menos 209 quilómetros/hora.

Segundo o NHC, está previsto que o furacão atinja os Estados Unidos na segunda-feira, perto de Palm Beach County, e depois siga em terra pela zona de Orlando, mas ainda existe alguma incerteza sobre o local onde vai tocar terra.

O Presidente norte-americano, Donald Trump, que cancelou a visita que tinha programado este fim de semana à Polónia devido ao furacão Dorian, já declarou o estado de emergência para a Florida.

Os governadores da Florida e da Geórgia também declaram o estado de emergência, que permite mobilizar os serviços públicos do Estado de forma mais efetiva e recorrer, se necessário, ao auxílio federal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG