Forças iraquianas entram na área controlada pelo ISIS em Mossul pela primeira vez desde 2014

Ofensiva iraquiana para recuperar a cidade ao Estado Islâmico deu passo decisivo esta quinta-feira

As forças iraquianas conseguiram entrar na área controlada pelo Estado Islâmico em Mossul esta quinta-feira, pela primeira vez desde 2014, anunciou o ministro da Defesa iraquiano. Citado pela CNN, o responsável garante que o passo foi decisivo na operação para reconquistar a segunda maior cidade iraquiana aos 'jihadistas' do Estado Islâmico.

Membros da nona divisão armada das tropas iraquianas penetraram na cidade a leste, no bairro de Al Intisar.

Cerca de 100 mil elementos de uma coligação liderada pelo Iraque tomaram parte na ação decisiva para recuperar Mossul, libertando pelo caminho as comunidades aprisionadas pelo Estado Islâmico em redor da cidade.

Mas apenas as forças iraquianas estão a entrar em Mossul, sublinha a CNN, em conformidade com a posição do primeiro-ministro do Iraque, Haider al-Abadi, que defende que a batalha por Mossul é interna e que as políticas sectárias devem manter-se à parte.

Forças de elite antiterrorismo estão às portas da cidade desde segunda-feira, mas têm tido dificuldade em abater os atiradores do Estado Islâmico, que recorrem a explosivos e ataques suicidas para atrasar o progresso dos opositores.

?Também esta quinta-feira, o líder do Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi, apelou aos combatentes para que resistam em Mossul.

"Não retirem", afirma uma voz, apresentada como pertencente ao líder daquele grupo, numa mensagem áudio divulgada ao início do dia pelos canais do grupo.

"Defender o vosso terreno com honra é milhares de vezes melhor do que retirar em vergonha", afirmou durante a mensagem, que é a primeira em mais de um ano.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG