Força Aérea síria bombardeia enclave rebelde de Ghouta e mata 77 civis

Vinte das vítimas mortais são crianças

A Força Aérea síria bombardeou esta segunda-feira o enclave rebelde de Ghouta, no leste, próximo de Damasco, tendo causado a morte a 77 civis, incluindo 20 crianças.

Os ataques aéreos e os bombardeamentos da artilharia prosseguem em várias cidades desta região, sitiadas desde 2013, pelas forças do Presidente sírio Bashar al-Assad, e que mostram escassez de bens essências, segundo o correspondente da agência AFP.

Os hospitais têm dificuldades com fluxo crescente de feridos.

A Coligação Nacional Síria, com sede na Turquia, a principal formação da oposição no exílio, denunciou, num comunicado, uma "guerra de extermínio" que é levada a cabo no leste de Ghouta, bem como o "silêncio internacional" contra "crimes" das forças leais a Assad, numa guerra que devasta a Síria há quase sete anos.

Os ataques a civis "devem parar já", apelou o coordenador da ONU para ajuda humanitária na Síria, em comunicado.

"A situação humanitária dos civis no leste de Ghouta está totalmente fora de controlo, e é imperativo que esse sofrimento humano sem sentido seja interrompido imediatamente", disse o responsável.

Segundo com o diretor do Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), Rami Abdel Rahman, "o regime [de Damasco] bombardeia intensamente o Ghouta oriental numa ofensiva terrestre" e, em seguida, envia reforços para a região em redor.

No domingo, o regime de Damasco disparou centenas de "rocketes" na região tendo matado 17 civis.

Hoje, os ataques aéreos causaram a morte e a desolação em várias localidades, noticia a AFP, afirmando que num necrotério improvisado na cidade de Douma, um homem, Nidal, chora ao lado do corpo sem vida de sua filha, Farah.

Nos hospitais improvisados, os pais estão desesperados pelos filhos, mortos ou vivos.

Um homem, relata a AFP, explodiu em lágrimas quando viu os restos de seu bebé recém-nascido deitado num cobertor ao lado de uma poça de sangue.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG