Foi ao hospital com a cobra de estimação enfiada no lóbulo da orelha

Norte-americana foi "atacada" pela cobra de estimação

Ashley Glawe, uma jovem norte-americana do Estado do Oregon, teve de receber ajuda no hospital depois de a cobra de estimação que tem a casa - e da qual diz ser inseparável - se ter enfiado no furo que fez no lóbulo da orelha.

Aconteceu quando Ashley, como habitualmente, colocou a cobra Bart, uma pitão-real não venenosa, por cima dos ombros. Subitamente, o animal enrolou-se-lhe no pescoço e passou pelo furo na orelha da jovem, que estava mais largo devido ao uso de um alargador. E ficou presa.

À imprensa local, a jovem contou que não se mexeu quando sentiu a pitão enrolar-se, porque pensou que estaria a ser atacada. Afinal, a cobra tentou imobilizá-la mas depois não conseguiu libertar-se e deixou-se estar.

Ashley ainda tentou retirá-la com recurso a azeite, mas rapidamente percebeu que não ia ser capaz, pelo que acabou por se dirigir às urgências, depois de chamar os bombeiros que ficaram impotentes perante o cenário.

No hospital, os médicos anestesiaram-lhe a orelha, aplicaram um lubrificante e conseguiram fazer deslizar a cobra para fora, alargando ainda mais o furo de Ashley. Bart, por sua vez, saiu ilesa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG