FARC convoca conferência para ratificar acordos de paz na Colômbia

A conferência terá lugar de 13 a 19 de setembro em San Vicente del Caguan, antigo reduto da guerrilha no sul da Colômbia

A guerrilha colombiana FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) convocou para meados de setembro uma conferência nacional de dirigentes para ratificar o acordo de paz assinado esta semana com o governo da Colômbia.

Um comunicado das FARC divulgado hoje salienta que esta "conferência da organização armada (...) vai ratificar os acordos de paz (assinados a 24 de agosto) e dará início à transformação das FARC em movimento político legal".

A conferência terá lugar de 13 a 19 de setembro em San Vicente del Caguan, antigo reduto da guerrilha no sul do país e contará com 200 delegados das FARC, incluindo os 29 membros do Estado-Maior da guerrilha.

O encontro será aberto à imprensa, bem como a 50 convidados colombianos e internacionais.

"A importância histórica deste evento justifica que os povos da Colômbia e do Mundo sejam informados em direto acerca do desenvolvimento e das conclusões" desta conferência, explicou a guerrilha.

O anúncio de hoje surge três dias depois da assinatura, em Havana, de um histórico acordo de paz, final e definitivo, entre o governo e a principal guerrilha colombiana, que resulta de uma insurreição armada de camponeses em 1964. O conflito entre as FARC e o governo colombiano dura, assim, há 52 anos e a guerrilha ainda conta com cerca de 7.500 homens armados.

O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, ordenou na quinta-feira um cessar-fogo definitivo a partir de 29 de agosto, segunda-feira. As FARC deverão fazer um anúncio semelhante até essa data.

O conflito, o mais duradouro da América Latina, já fez pelo menos 260 mil mortos, bem como 45 mil desaparecidos e 6,8 milhões de deslocados.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG