Ex-ministro do Brexit diz que acordo de May é pior do que ficar na UE

Dominic Raab, o ex-ministro britânco para o Brexit, que se demitiu há pouco mais de uma semana em protesto contra o acordo entre o Reino Unido e a União Europeia, afirmou hoje que o acordo alcançado por Theresa May para o brexit é pior do que permanecer na União Europeia.

"Se me puser a questão nestes termos: este acordo ou ficar na União Europeia, sim, penso que [o acordo] seria ainda pior, porque ficaremos limitados pelas mesmas regras, mas sem voz ou controlo sobre elas", afirmou Raab à BBC Radio4.

Questionado sobre uma notícia do Telegraph, dando conta de que há ministros defensores do brexit a conspirar para uma saída da União Europeia sem acordo, Raab disse que "estaria pronto para fazer uma melhor oferta final" e, depois disso, consideraria não fazer nenhum acordo. "Mas esse não é o caminho escolhido pela primeira-ministra. A realidade é este acordo que temos em cima da mesa", acrescentou o ex-ministro, que considera "improvável" que o acordo venha a ser aprovado no parlamento britânico - "Acho que, inevitavelmente, veremos o Parlamento rejeitar este acordo e então julgo que teremos de considerar algumas das alternativas"

Dominic Raab, que conduziu as negociações do Brexit com a União Europeia, demitiu-se do cargo afirmando não poder "reconciliar os termos do acordo proposto com as promessas" que fez ao país.

No próximo domingo, os chefes de Estado e de Governo dos 27 reúnem-se numa cimeira extraordinária em Bruxelas para aprovar o texto do acordo de saída do Reino Unido da UE, que deverá concretizar-se a 29 de março de 2019.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG