Ex-agente da CIA detido em posse de informação classificada

Jerry ChunShing Lee residia em Hong Kong e foi intercetado pelo no aeroporto John F. Kennedy, em Nova Iorque

Um antigo agente da Agência Central de Informações (CIA) dos EUA foi detido na segunda-feira, sob acusação de posse ilegal de informação classificada que afeta a segurança nacional do país.

A informação foi divulgada hoje pelo Departamento de Justiça, que, em comunicado, adiantou que o detido é Jerry Chun Shing Lee, um norte-americano naturalizado que residia em Hong Kong, China, e que a detenção ocorreu na última hora do dia à sua chegada ao aeroporto internacional nova-iorquino John F. Kennedy.

Lee começou a trabalhar para a CIA em 1994, o que lhe deu acesso a numerosos documentos classificados como "muito secreto".

Em agosto de 2012, o acusado e a sua família abandonaram Hong Kong para regressar aos EUA. Antes de se mudarem definitivamente, os Lee ficaram em hotéis nos Estados do Havai e Virgínia, onde agentes da polícia federal (FBI, na sigla em inglês) investigaram o ex-agente.

Durante as suas buscas, os polícias encontraram nos pertences de Lee dois bloco-notas em que o acusado tinha apontado informação relativa a empregados da CIA, incluindo dados como os seus nomes verdadeiros ou números de telefone.

Os apontamentos incluíam ainda detalhes sobre pontos de encontro e casas seguras para os agentes da CIA.

Se for declarado culpado, Lee, que compareceu hoje num tribunal de Nova Iorque, enfrenta uma condenação de até dez anos de prisão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG